Sindicato confirma paralisação dos motoristas de ônibus em Guarulhos e Arujá nesta sexta-feira


Decisão foi tomada em assembleia na sede do sindicado no dia 06/05
Da redação
Motoristas de ônibus de Guarulhos e Arujá paralisarão as linhas municipais e intermunicipais amanhã, 10 de maio, a partir das 00h00, mantendo a decisão da assembleia da categoria realizada no último dia 06/05, na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários, no Transporte de Passageiros, Urbano, Suburbano, Metropolitano, Intermunicipal e Cargas Próprias de Guarulhos e Arujá (SINCOVERG).
A decisão foi tomada após a decisão da categoria em rejeitar o aumento salarial de 4%. Outra medida que teria motivado a categoria a decidir pela paralisação seria o fato de que possivelmente as empresas de ônibus teriam planos de retirar a Participação nos Lucros dos funcionários.
A Secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana (STMU) informou que existe um sistema emergencial montado, caso haja a paralisação dos ônibus na sexta. As negociações estariam sendo realizadas entre a Guaruset ( Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos e Metropolitanos de Passageiros de Guarulhos e Arujá) e a SINCOVERG. Cerca de 530 mil usuários utilizam diariamente transporte urbano nas duas cidades.

Foto Sincoverg


CARTA ABERTA À POPULAÇÃO
A SINCOVERG anunciou, em carta aberta à população, no último dia 06 de maio, justificaram a paralisação pois o aumento de 4% não repõe perdas salariais. Outro problema seria a criação de banco de horas e a retirada da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) da empresa. A nota ainda afirma que “os empresários deram às costas a todas trabalhadoras e trabalhadores e, por tabela, aos cidadãos que utilizam os coletivos. Mais uma vez querem colocar a culpa na trabalhadora e no trabalhador, como se nós fossemos os responsáveis pela falta de gerenciamento das empresas”.
O sindicato informa também que a paralisação terá início a partir das 00h00 de 10 de maio e os condutores somente retornarão ao trabalho, após apenas com a apresentação de uma proposta digna a todos