COMISSÃO DA PREVIDÊNCIA SERÁ INSTALADA NESTA QUINTA NO SENADO

Da redação
De acordo com o site do Senado Federal, comissão especial do senado para acompanhar o andamento da reforma da previdência será formada nesta quinta-feira, 14 de março, após a instalação da Comissão de Constituição e Justiça na Câmara de Deputados, prevista para acontecer hoje.
O presidente do senado Davi Alcolumbre declarou aos jornalistas que, assim que ocorrer a instalação do colegiado na Câmara, reunirá os líderes dos partidos no senado para receber as indicações e instituir a comissão especial de acompanhamento da PEC 6/2019.

Foto Senado Federal

REFORMA DA PREVIDÊNCIA ALTERA A ESTRUTURA DE PROTEÇÃO SOCIAL AO TRABALHADOR
A reforma da previdência apresentada pelo governo de Jair Bolsonaro traz profundas mudanças no sistema de proteção ao trabalhador. O principal deles é que o próprio trabalhador deverá pagar sua previdência em um SISTEMA PRIVADO DE CONTRIBUIÇÃO. Caso não consiga realizar este pagamento, por motivos de desemprego, por exemplo, não terá o seu direito a aposentadoria, nem aos demais benefícios previdenciários, pois deixará de ser segurando.
O atual modelo de previdência determina não só a arrecadação do trabalhador, como também do empregador e outras fontes como as loterias e impostos como o COFINS. Estudos realizados por auditores da Receita Federal apontam que o sistema previdenciário brasileiro NÃO É DEFICITÁRIO. O que ocorre, segundo os auditores, é a desvinculação de receita, ou seja, O GOVERNO UTILIZA OS RECURSOS DA PREVIDÊNCIA PARA OUTROS FINS. Outro ponto destacado por estes especialistas é o alto valor de SONEGAÇÃO DE CONTRIBUIÇÕES POR PARTE DE EMPRESAS E INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS, da ordem aproximada de R$ 400 bilhões. No link https://www.anfip.org.br/wp-content/uploads/2018/12/Livros_28_11_2018_14_51_18.pdf você poderá ter acesso direto a este estudo.